Aveiro a Figueira da Foz

Marina de Aveiro
Sacos de Berbigões

Quinta-feira, 25 de maio, nublado, mas com temperatura amena. Mais um belo dia para pedalar. Dormimos muito bem pois apesar do caminho plano que tivemos no dia anterior, 95k são NOVENTA E CINCO quilômetros, e o corpo sente. Mas de uma maneira gostosa pois durante todo o percurso o visual foi gratificante. Iniciamos nosso pedal em direção a Figueira da Foz, nos aguardavam 98k de novidades. E logo de cara pedalando pela Ponte da Barra uma bela vista da Marina. Pedalando junto a salinas, algumas abandonadas, encontramos um senhor que recolhia alguns moluscos para vender. Berbigão é o nome do dito cujo.

 

Continuando no maravilhoso caminho passando por Ílhavo, uma região de muitas dunas, a solução dos portugueses para se caminhar e pedalar foi a construção de passadiços de madeira. Muito interessante, bonito e útil.

Usamos muito esses passadiços em vários trechos. São muito comuns também mais ao norte do país.

Em Gafanha da Encarnação, a Costa Nova do Prado é uma surpresa para os olhos com suas casas todas listradas e coloridas. Demos uma paradinha no mercado de peixes e quase provocamos uma briga entre dois amigos quando pedimos uma indicação do melhor caminho para Figueira da Foz. Cada um dizia que sua trilha era a melhor opção e o clima chegou a ficar tenso. A disposição dos portugueses em ajudar é fantástica.

No caminho, apesar da calorosa discussão dos amigos portugueses minutos antes, decidimos usar nosso GPS. Encontramos, na Praia da Vagueira essa “peixa” usada como escultura no meio de uma praça. Foi o aproveitamento de uma hélice daqueles cataventos usados para geração de energia eólica. Grande ideia. Ficou muito legal. Deu um brilho todo especial ao espaço todo gramado.

Seguindo pela praia, fomos até Mira. Passamos pelo lago de Mira que fica um pouco mais interior. No caminho descobrimos um forte aroma que mistura eucalipto e uma planta, Esteva.

Chegamos na praia de Mira. Nessa época bem tranquila. Quase ninguém nas ruas. No verão dizem que ferve o agito. Fotografamos a singela capelinha com a bike da Jussara.

Seguimos viagem e, no meio do caminho tinha um pneu furado, tinha um pneu furado no meio do caminho. O pneu da bike do Sergio, nosso guia, furou. Interessante que em 2.000k de pedal desde o início da jornada em Bilbao, Espanha, nós não tivemos um pneu furado. Muita sorte.

Continuando, fizemos uma pequena parada para abastecimento e para nos localizarmos…Tudo bem que o destino era Figueira da Foz, mas até deu vontade de dar uma chegadinha no Rio de Janeiro, mas 7.624k, não ia dar tempo de chegar em Figueira para o jantar.

Descansados e alimentados, tínhamos uma “pequena” subidinha a ser superada, após ter feito mais de 80k. Ainda bem que nos preparamos porque o pedal foi bem forte até lá em cima. Estava ameaçando um bela chuva e torcemos para chegar em Figueira secos e limpos porque boa parte do caminho era de terra.

À medida que subíamos, apesar de exigir muito do nosso físico, o visual ia ficando mais incrível, como uma recompensa ao esforço.

No topo da subida, o Farol do Cabo Mondego

E, de repente, o céu pareceu se abrir exatamente sobre Figueira da Foz. Já no meio da descida dava para ver o céu carregado com pesadas nuvens e o sol brilhando lá na frente, exatamente para onde estávamos indo. Note o prédio mais alto ao fundo, na foto abaixo. Nosso hotel estava mais ou menos lá. Quando chegamos, computamos o pedal do dia. 98k. Ufa!

Uma curiosidade em Figueira da Foz é o tamanho da faixa de areia entre a avenida e o mar. Cansados, ficamos olhando, não acreditando e nem fotografamos, mas é coisa de muuuuuitos metros de areia até chegar ao mar. É muita areia, muuuuuitta. É a maior do país.

Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s