Simplesmente, Holanda

Dia 16 de abril, domingo, voamos para Amsterdam. Claro com a a bike do Edson ainda precisando de conserto. Como é hábito em Amsterdam jogar bicicletas velhas nos canais (aproximadamente 60.000 por ano), a dele correu um sério risco de acabar lá dentro. Porém, na terra da bicicleta tem mecânico que atende em domicílio. Em razão dos feriados longos, conseguimos agendar para a quinta-feira. Enquanto isso, “get lost” (umas perdidas) pelas ruas de Amsterdam. Cidade maluca, agitada e muito interessante.

Enquanto esperávamos a bike, a solução foi passear pela cidade em um tour guiado com a Yelow Bike. Valeu.

Dia 19, quarta-feira, fomos visitar Keukenhof,

o parque das tulipas.

 

O maior produtor mundial dessas flores é a Holanda e esse parque é o maior parque de flores do mundo. Espetacular. Lindo. Indescritível. Jussara chorou do começo ao fim.

Dia 20, quinta-feira, o mecânico veio até o hotel. Enfim a bike ficou…bom…assim…quase como era antes. Mas não vamos nos apegar a isso porque tem muita coisa linda pela frente.

Dia 21, sexta-feira começamos o pedal de Amsterdam, Holanda, a Bruges na Bélgica. Foram 6 dias de pedal. Amsterdam, Haarlem, Leiden, Dordrecht. Zierikzee, Middelburg. Ghent, Bruges, num total de 404km, com muito frio e durante dois dias vento forte que transformou a pedalada em uma subida constante durante quilômetros. Nossa sorte foi não ter chovido em cima de nós. A gente via a chuva à distância, porém não chegou até nós.

Uma das coisas mais incríveis, e sempre é assim, são as pessoas que conhecemos nessas jornadas. Além de uma enorme coincidência de encontrarmos o Fernando, do Ceará, que fez com a gente um trekking em Torres del Paine, no Chile em 2015 e não nos víamos desde então. Nossa turma de valentes ciclistas: Fernando e Andreia, Guga e Dominique, Rodrigo e Lisa, todos do Ceará e também Denise, as irmãs Lourdes e Lucia e a Sarina. Com os guias holandeses Rik e Fátima que moraram no Brasil 5 anos e portanto falando português o que foi de grande valia.

Dominique, Guga, Fernando e Andreia
Nossos guias Rik e Fátima holandeses com jeitão brazuca
Lourdes, Sarina e Lúcia
Denise
Rogério e Lisa

Chegada em Bruges. Fim da jornada
Depois do pedal, só comemorar

Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s