Adiós Bilbao, hasta la vista

Dia 12, quarta-feira, amanheceu lindo. Mas a bike do Edson apresentou mais problemas e tivemos que fazer mais um dia de passeios caminhando. Mas quem disse que fez diferença? Fomos ver Bilbao lá do alto, subindo um funicular construído em 1915 para atender a cidade que se expandia morro acima. Monte Artxanda. De lá, a foto acima do Museu Guggenheim.

Alto do Morro Artxanda
Nossa casa em Bilbao em frente ao Casco Viejo
Rua do Casco Viejo

Passamos o resto do dia andando sem muito destino entrando e saindo de ruelas estreitas surgidas de uma cidade medieval. Uma igreja aqui, uma pracinha ali, cada esquina arrancando expressões de surpresa.

Um pedalzinho foi a saída que a Jussara encontrou para tentar alcançar os 5.000

No final do dia, fomos buscar a bike do Edson no conserto e…surpresa! O cara não conseguiu consertar. Devolveu a grana da mão de obra. Mas a Ju não teve dúvida e resolveu o problema da kilometragem de pedal proposta para a viagem.

Puente Colgante. Para entender como funciona, só vendo. Construída entre 1887 e inaugurada em 1893

Na quinta-feira 13, início do feriado da Páscoa que por aqui vai até segunda-feira. São 5 dias de feriado. E dizem que nós é que não trabalhamos. Amanheceu um lindo dia e fomos conhecer a praia mais próxima de Bilbao. Las Arenas, Portugalete. Nós e toda a população da cidade. Estava lotada. Apesar do sol, o vento estava gelado e a água devia estar congelante. Mesmo assim tinha gente fazendo topless e alguns até arriscavam entrar na água.

Praia vista do alto. Las Arenas
Casa típica de Puerto Viejo uma vila  de pescadores muito antiga
Juju fazendo pose na vila

Sexta-feira santa, 14, iríamos conhecer San Sebastián que dizem ser espetacular, mas a programação foi toda mudada em função das gravações do Edson. Então decidimos embalar as bikes para a continuação da saga Juma. No domingo embarcaríamos para Amsterdam.

Quanta animação embalando a magrela enquanto aguardava textos para gravar
Mi angel protegiéndome

Sábado dia 15, chuvoso, atividades indoor ou seja shopping center e última passada pelo museu Guggenheim, definitivamente a mais interessante obra arquitetônica que já vimos. A cidade estava em festa com shows, exposições, alimentos, danças típicas. Conhecida como Basque Fest. Festa Basca.

Despedida com a vista noturna da janela do apartamento. Obrigado Bilbao
Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s